O Google Maps Maker voltou a funcionar desde a segunda-feira (25) em 45 países, incluindo o Brasil. A ferramenta que permite qualquer usuário fazer edições nos mapas tinha sido fechada em maio, após a mascote do Android “fazer xixi” na marca da Apple. A “brincadeira” foi feita por um usuário e causou a suspensão do serviço até que o Google encontrasse uma forma de evitar novas pegadinhas.

maps2

Agora, o serviço conta com apoio da própria comunidade. A gigante definiu líderes regionais que ficarão responsáveis por aprovar ou não as modificações. A escolha foi baseada no histórico de contribuições, mas também é possível fazer uma solicitação para se tornar moderado, basta preencher o formulário.

O recurso que permitia criar desenhos também foi desativado. Foi com a edição de polígonos, usada para demarcar pontos ou selecionar áreas, que um usuário fez a “brincadeira” com a Apple. Na época, a repercussão negativa fez com que o Google pedisse desculpas publicamente a concorrente.

Criado em 2008, o Map Maker surgiu para que pequenas modificações, como a construção de uma ponte ou extensão de uma via, fossem adicionadas rapidamente ao serviço do Google. Além disso, a ferramenta também permite adicionar informações de novos lugares, como restaurante ou lojas, e trajetos entre um ponto e outro.

Como o serviço será moderado, essas atualizações vão demorar um pouco mais para serem incluídas no Google Maps.

Fonte: Tech Tudo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Gostou? Por favor divulgue :)

RSS
Seguir por Email